Desde meados da década de 1990, a transformação digital mudou a face da educação aberta e a distância como a conhecíamos.

Já em 1999, Alan Tait observou que “o
ensino aberto e à distância tornou-se público, e muitas instituições estão mudando de
atividade de modo convencional único para atividade de modo duplo” e chegou a
afirmar que “a educação a distância se tornou essencial”.
De fato, durante os últimos 20 anos, a educação a distância passou das margens para
o centro da oferta de educação regular. Este é especialmente o caso do setor de
ensino superior, onde hoje em alguns países – apoiados por enormes programas de
financiamento estatal como na Alemanha – quase todas as instituições de ensino
superior oferecem algum tipo de educação online, desde práticas de ensino
presenciais aprimoradas pela Web até programas totalmente on-line em escala
internacional, embora muitas vezes não rotulem essa educação a distância e usem
termos como aprendizado on-line, flexível ou misto.
Gestão em tecnologia da informação ead
O processo de transformação digital – a “virada digital” – afeta todos os segmentos da
sociedade e setores econômicos. Diferentes nações e sistemas educacionais estão
respondendo de forma diferente ao macroprocesso de digitalização. Alguns sistemas
nacionais estão mais avançados e à frente no caminho, tornando a digitalização do
ensino e aprendizagem um objetivo estratégico para o desenvolvimento e inovação já
há mais de uma década (por exemplo, Coreia do Sul), enquanto em outros países a
educação a distância foi reconhecida como uma forma validada e credenciada de
oferta de educação apenas no passado recente, agora testemunhando enormes taxas
de crescimento de matrículas em educação a distância online, com instituições
privadas entrando massivamente neste mercado (por exemplo, Brasil).

Leave a Reply

Your email address will not be published.